¡Ay de aquel que navega, el cielo oscuro, por mar no usado
y peligrosa vía, adonde norte o puerto no se ofrece!
Don Quijote, cap. XXXIV

Powered by Blogger

 Subscribe in a reader

sexta-feira, outubro 09, 2009
 
ONDE A LEI?
MAS QUE LEI?



De Daniel Garros, de Edmonton, Canadá, recebo:

Janer,

interessante essa coincidência - essa semana foi preso um grupo do Green Peace aqui em Edmonton, Alberta, que estava parando refinarias da Shell e outras com protestos (subindo em torres, trancando máquinas) contra a extração de betume da areia. Um deles é brasileiro. Foram presos por invasão de propriedade privada, (trespassing) e outras coisas mais. Os advogados agora estão se mexendo para defenderem os rapazes na corte. O brasileiro já está fora do Canadá e disse que não volta para responder processo.

Ao ser perguntado porque vem protestar aqui e não se dedica a fazê-lo no seu país contra a derrubada da floresta amazônica, disse que está fazendo isso também no Brasil.

Agora, a impunidade que permite essas invasões de terras e agora terras e laboratórios produtivos no Brasil é algo inaceitável. Onde está a lei?

Daniel


Lei, Daniel? Que lei? Os sedizentes sem-terra são financiados com dinheiro público. Que lei poderá punir quem age com a proteção dos que devem zelar pelo cumprimento da lei?

Os bandoleiros do MST são as nossas Farc, é a guerrilha protegida pelo Estado e abençoada pela Igreja Católica. Leio na coluna de Dora Kramer, no Estadão de hoje: "A Comissão Pastoral da Terra condena a divulgação das imagens dos sem-terra derrubando o laranjal e acha natural o MST depredar a fazenda da Cutrale porque as terras, em litígio judicial, seriam públicas".

Ou seja, não basta a Santa Madre não condenar o banditismo, ainda quer censurar a imprensa. Que se derrubem os laranjais, mas que o país não saiba disto.