¡Ay de aquel que navega, el cielo oscuro, por mar no usado
y peligrosa vía, adonde norte o puerto no se ofrece!
Don Quijote, cap. XXXIV

Powered by Blogger

 Subscribe in a reader

quinta-feira, junho 03, 2010
 
POR FALAR EM VIGARISTAS...


... encontrei na Wikipedia:

Claudia Andujar (Neuchâtel, Suíça, 1931) é uma fotógrafa brasileira.

Viveu na Hungria e nos Estados Unidos no início dos anos 50, transferindo-se para São Paulo em 1957, naturalizando-se brasileira.

Atuou como repórter fotográfica de 1960 a 1971; de 1970 a 1975 desenvolveu, juntamente com George Love, o Workshop de Fotografia no Museu de Arte de São Paulo, trabalho que acabou por influenciar dezenas de fotógrafos paulistas em atividade nestas duas últimas décadas. No final da década de 70 passa a se dedicar exclusivamente à luta pela preservação do povo Yanomami, tendo sido uma das fundadoras da Comissão pela Criação do Parque Yanomami.

Segundo o militar, Carlos Alberto Lima Menna Barreto, no livro A Farsa Ianomâmi, de 1995, o povo yanomami é na verdade uma ianomamização dos povos xirianás, uaicás, macus e maiongongues, ou seja, a fotógrafa Claudia Andujar forjou um povo para criar o Parque Yanomami. Teoria também corroborada pelo jornalista Janer Cristaldo.