¡Ay de aquel que navega, el cielo oscuro, por mar no usado
y peligrosa vía, adonde norte o puerto no se ofrece!
Don Quijote, cap. XXXIV

Powered by Blogger

 Subscribe in a reader

domingo, março 17, 2013
 
FANTASMA MEDIEVAL INUNDA IMPRENSA


Do Gilvan, recebo:

Carissimo Janer,

Maravilhosos vossos mais recentes artigos. Vejo que voltastes com tudo, espero que estejas bem, e que o gosto da maravilhosa água te seja sempre agradável. Já passaste do pior? Todos os que te lêem com gosto esperam que sim. O último artigo sobre o "Papa Paco" e os fantasmas medievais foi algo excepcional, dos melhores que já li.

Mas, da mesma maneira que te parabenizo, percebo que tu nos mostra que a coisa vai mal para a humanidade, mais um maluco com autoridade sobre milhões de escravos, que no Brasil são maioria, que lástima. Ao menos os doentes mentais guardassem seus fantasmas para gozo próprio.

Felicidades e grande abraço!


É espantoso, meu caro Gilvan, que a imprensa do mundo todo dê primeiras páginas e suplementos a um personagem obscurantista, que ainda vive na Idade Média. E que brande superstições milenares, tais como a existência de Deus, a ressurreição de um homem, a virgindade de uma mãe.

Quanto ao mais, já passei do barro. Mas ainda há uma extensa várzea pela frente.