¡Ay de aquel que navega, el cielo oscuro, por mar no usado
y peligrosa vía, adonde norte o puerto no se ofrece!
Don Quijote, cap. XXXIV

Powered by Blogger

 Subscribe in a reader

sábado, março 08, 2014
 
Em homenagem à data:
BÍBLIA VÊ NAS MULHERES
IMUNDÍCIE E SUBMISSÃO



Uma leitora de Porto Alegre ofendeu-se com uma de minhas crônicas. E escreve-me:

Sr. Cristaldo,

Li sua coluna "Vaticano e Islã, mesmo combate" no site Baguete. Sou mulher e católica e me senti ofendida com sua argumentação. Graças a Deus vivemos em um país com liberdade de expressão, e o senhor tem direito a expressar a sua. Apenas gostaria de dizer que, pela minha experiência de vida na Igreja Católica, não concordo.

Aliás, achei o texto bem ofensivo quanto aos católicos. Realmente há um radicalismo quanto à questão homossexual, mas quanto às mulheres, acho que o colunista não deve entrar em alguma igreja há muito tempo ou não deve conhecer diversos movimentos em que a mulher assume funções importantes, como palestrante e, em algumas comunidades, dirige cultos dominicais. Uma mulher de destaque, só para dar um exemplo, é mundialmente conhecida, a italiana Chiara Lubich, fundadora e presidente do movimento Focolares.

Atenciosamente,

Adriana


Na crônica em questão, afirmei sempre ter visto uma forte simpatia entre católicos e muçulmanos, entre o papa, mulás e aiatolás. Ambas as religiões são totalitárias, oprimem a mulher e são inimigas do prazer. Sinta-se ofendida à vontade, Adriana. A Bíblia é o livro que embasa a doutrina católica, não é verdade? Quem escreveu o que segue não fui eu.

Levítico 12

1 Disse mais o Senhor a Moisés:
2 Fala aos filhos de Israel, dizendo: Se uma mulher conceber e tiver um menino, será imunda sete dias; assim como nos dias da impureza da sua enfermidade, será imunda.
3 E no dia oitavo se circuncidará ao menino a carne do seu prepúcio.
4 Depois permanecerá ela trinta e três dias no sangue da sua purificação; em nenhuma coisa sagrada tocará, nem entrará no santuário até que se cumpram os dias da sua purificação.
5 Mas, se tiver uma menina, então será imunda duas semanas, como na sua impureza; depois permanecerá sessenta e seis dias no sangue da sua purificação.

Levítico 15

19 Mas a mulher, quando tiver fluxo, e o fluxo na sua carne for sangue, ficará na sua impureza por sete dias, e qualquer que nela tocar será imundo até a tarde.
20 E tudo aquilo sobre o que ela se deitar durante a sua impureza, será imundo; e tudo sobre o que se sentar, será imundo.
21 Também qualquer que tocar na sua cama, lavará as suas vestes, e se banhará em água, e será imundo até a tarde.
22 E quem tocar em alguma coisa, sobre o que ela se tiver sentado, lavará as suas vestes, e se banhará em água, e será imundo até a tarde.
23 Se o sangue estiver sobre a cama, ou sobre alguma coisa em que ela se sentar, quando alguém tocar nele, será imundo até a tarde.
24 E se, com efeito, qualquer homem se deitar com ela, e a sua imundícia ficar sobre ele, imundo será por sete dias; também toda cama, sobre que ele se deitar, será imunda.
25 Se uma mulher tiver um fluxo de sangue por muitos dias fora do tempo da sua impureza, ou quando tiver fluxo de sangue por mais tempo do que a sua impureza, por todos os dias do fluxo da sua imundícia será como nos dias da sua impureza; imunda será.
26 Toda cama sobre que ela se deitar durante todos os dias do seu fluxo ser-lhe-á como a cama da sua impureza; e toda coisa sobre que se sentar será imunda, conforme a imundícia da sua impureza.
27 E qualquer que tocar nessas coisas será imundo; portanto lavará as suas vestes, e se banhará em água, e será imundo até a tarde.

Deuteronômio, 22

20 Se, porém, esta acusação for confirmada, não se achando na moça os sinais da virgindade,
21 levarão a moça à porta da casa de seu pai, e os homens da sua cidade a apedrejarão até que morra; porque fez loucura em Israel, prostituindo-se na casa de seu pai. Assim exterminarás o mal do meio de ti.
22 Se um homem for encontrado deitado com mulher que tenha marido, morrerão ambos, o homem que se tiver deitado com a mulher, e a mulher. Assim exterminarás o mal de Israel.
23 Se houver moça virgem desposada e um homem a achar na cidade, e se deitar com ela,
24 trareis ambos à porta daquela cidade, e os apedrejareis até que morram: a moça, porquanto não gritou na cidade, e o homem, porquanto humilhou a mulher do seu próximo. Assim exterminarás o mal do meio de ti.

Ou ainda:

Efésios 5

22 Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos, como ao Senhor;
23 porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o Salvador do corpo.
24 Mas, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos.

Ou ainda:

Colossenses, 3

18 Vós, mulheres, sede submissas a vossos maridos, como convém no Senhor.

Estes são apenas alguns dos momentos da Bíblia onde a mulher é vilipendiada. Há inúmeros outros. Mais ainda: em todos os países do Ocidente, a Igreja vive metendo o bedelho nos assuntos do Estado. Quer proibir a introdução nas legislações do aborto, do divórcio e do homossexualismo. Ora, é simples: se quiser proibir aborto, divórcio e homossexualismo para seus fiéis, proíba-o à vontade. Mas que não se meta na vida de quem não crê em seus preceitos. Os Testemunhas de Jeová, por exemplo, não aceitam transfusões de sangue. Mas nunca pretenderam que quem não pertence à sua religião as recuse.

Repito: o mal das religiões é pretender que o universo todo se comporte como se comportam eles, os religiosos. Ora, se católicos e muçulmanos abominam o homossexualismo, que se abstenham do bom esporte. Se são contra o divórcio e o aborto, que não abortem nem se divorciem. Mas, por favor, não se metam na vida de quem não crê em suas bobagens. Aqui no Ocidente, só existe uma teocracia, o Vaticano. Estado misógino e exclusivamente masculino, é claro que lá não se pratica aborto nem divórcio. Quanto ao homossexualismo, sei não!

Atenciosamente,

o cronista.